domingo, 6 de julho de 2008

O dia em que ela morreu - e eu queria ter ido junto...

Ela me fez acreditar nas pessoas, nos animais e na vida. Por ela eu acordava todos os dias de manhã cedo com aquele sorriso, por ela eu fiz e sempre farei coisas que jamais faria. Eu fui à igreja e ouvi o que era dito, eu chorei. Chorei e ainda choro - primeiramente foi por dias e dias, hoje é uma vez por semana. Eu amei - amei cada segundo, até quando destruiu meus bichinhos de pelúcia e minha pantufa. Eu hoje olho as velhas fotos e - como diz a música - sei que isso não vai trazer ela de volta para mim, mas eu ainda espero. Espero ver ela abrindo a porta e adentrando a cozinha, me olhando do tapete com os olhos mais lindos que já vi. Aliás, ninguém jamais me olhou como ela e eu jamais dediquei esse meu olhar pra outro alguém. Meu pai às vezes se confundia e chamava ela pelo meu nome e vice-versa. Eu sentia orgulho, eu queria ser como ela: despertar só o lado bom das pessoas. Ela só me decepcionou uma única vez: ela morreu. Foi embora e nunca, nunca mais, voltou... 3 longos anos.

2 comentários:

Márcia disse...

:~~~~ aque emocionante esse post!

Fabiane disse...

Aposto que tu escreveu tudo isso depois de olhar a foto dela que tá na tua mesa do pc. Querida da Princesa. Não cheguei a conhecer,mas eu sei o quanto ela significa pra ti. Teu olhar diz tudo quando toca no nome dela, tu fica paralisada e teu silêncio é ensurdecedor: "não quero falar sobre isso".

Eu sei como é uma perda, não tem cura...e dói (eu sublinharia e colocaria em negrito). Mas se o que ela fazia era "despertar só o lado bom das pessoas", ela ainda vive em ti, Angi. E eu conheço cada podre teu, cada merda ou pau no cuzagem que já fez, sei de cada falta tua e falo com a maior convicção que nunca, em nenhum momento, tua índole foi ferida. Acima de tudo, tu respeita as pessoas...e é por isso que tem tantos amigos e que não pára nunca de conquistar mais: "tu atrai o que trasmites".

Tu nunca vai perder a Pri e, que fique claro: a mim também.

"Se você quer estar com alguém a quem ama, já não está lá?"