sexta-feira, 10 de julho de 2009

Sabe, eu fico aqui pensando vez que outra enquanto alimento os peixes. O jeito como eles nadam lembra a gente, aliás... tem dias em que tudo lembra a gente. Mas o jeito que eles nadam, meio que se encondendo, sabe? Como se eu não pudesse ver, como se não pudessem nos ver.

...

Já te disse o que eu mais gosto em ti? Não são esses teus olhos brilhantes, nem tua boca vermelha. É o teu cabelo. Teu cabelo que, como o meu, sempre tá diferente, curto, comprido, colorido. Gosto de ver como ele se move quando tu dança, no mesmo ritmo do teu vestido vermelho.

...

Sabe, às vezes eu penso que tudo seria mais fácil se eu me jogasse no lago, mas eu não sei se sou capaz de nadar nessa água tão fria.


(texto escrito há um bom tempo atrás. quando a vida era diferente :D)

Um comentário:

Julie T disse...

De todos os animais, o que eu acho que menos tem sentimentos são peixes. Eles parecem tão aleatórios e indiferentes a tudo! até planctons me passam mais emoção. não seja um peixe.